22.12.05

2x1=Cuba


Fomos para Cuba!Foi muito porreiro porque arranjámos uma promoção 2x1 - paga um e vão dois!E lá fomos nós todos contentes para terras quentes a metade do preço!Deixámos o frio, o stress natalício...tudo para trás!Ai que maravilha!
Cuba já era uma viagem há muito desejada...mais precisamente Varadero...nós somos muito dados à pulseirinha e ao ressort, ai somos somos...eh eh eh...Depois de termos vagueado tantas vezes pelos catálogos e panfletos e de termos sempre ido parar a outros destinos, este ficava sempre pendurado...Claro que as coisas não se passaram propriamente como tinhamos imaginado: o hotel foi imposto pela promoção e a data acabou por ser também imposta...por isso mais uma vez cheguei a Portugal com o fuso horário todo trocado e fui trabalhar logo no dia a seguir com carradas de sono!mas foi uma "escapadinha" óptima...não tanto pelo destino em si, que de entre os 3 mais populares (México, Repub Dominicana e Cuba) foi o que menos nos atraíu...mas por ter sido totalmente inesperado para nós estar a banharnos em águas calientes uma semana antes do Natal!
De um modo geral o pessoal lá por Varadero ( e por Havana também), não é muito dado a grandes esforços físicos nem a grandes pressas...já tínhamos notado isto em Punta Cana e no México, mas aqui era mesmo o cúmulo:quase que tínhamos que acenar nos bares enquanto os empregados vinham pachorrentamente, para podermos pedir um copito de água;eles só não fazem menos porque não podem...depois funciona tudo á base do compadrio:nas excursões os guias dão boleia a amigos em deterimento das pessoas que marcam a viagem, os amigos dos cozinheiros vão comer de borla aos buffets...Senti, e não fui a única, que ali o turista ocupa um lugar secundário, como se fosse um mal necessário...claro que quem só foi a Varadero, sem ter ido por exemplo ao México ou a outro destino caribenho, dirá que este povo tão sofrido, é muito alegre, bem disposto e simpático...A simpatia para nós foi uma desilusão...e ao trocarmos impressões com outros turistas que já conheciam este tipo de destino, partilhavam da mesma ideia...Ao contrário de outros povos, os Cubanos têm uma cultura acima da média, têm perfeita consciência do que se passa para além do seu pedaço de mundo, e não adoram os turistas...apenas convivem com eles porque é o seu ganha pão...Posso estar a ser injusta, mas esta opinião é a que eles próprios têm de si mesmo...Claro que também conhecemos pessoas simpáticas, especialmente um bagageiro que tem família em Portugal e veio já ao nosso País várias vezes!Esse era muito querido e parecia que até ficava envergonhado quando o pessoal da recepção era rude connosco...
Mas para destino tropical, tirando o aspecto da arrogancia das pessoas em geral, é um destino interessante, porque ao contrário de Punta cana, por exemplo, tem-se a hipótese de visitar (certamente) uma das cidades mais insólitas do Mundo:Havana. A ideia era umas férias de descanso...refastelarmo-nos nas cadeiras de praia de manhã, piscina à tarde, bailarrr á noite, muita piña colada, mojitos..., ler uns livritos adiados e descansar, descansar...Mas acabámos por ir a Havana: uma pessoa viaja 9 horas e meia, nunca sabe se lá volta...havana é uma cidade muito estranha, muito típica...tipicamente velha, degradada...mas é tão estranho!Não há barracas...há edifícios de uma arquitectura belíssima todos a cair aos bocados...mas os edificios são tão lindos, tão bonitos...como é que as coisas chegaram aquele estado?!...e depois na zona velha há montes e montes de pessoas na Rua, a fazer coisissima nenhuma, e outras tantas a dançar e tocar porque sim, e outras a jogar damas e xadrez...e claro, outras a pedir caramelos, sabonetes, canetas...è uma miséria mas uma miséria colorida se assim se pode dizer...Fomos visitar a fábrica do rum (Habana Club), um pouco secante, mas um pouquito de cultura não faz mal a ninguém...e a fábrica de charutos:isso sim!espectacular, imperdível!Muiiiito divertido....Uma sala com cerca de 300 pessoas alinhadas como se estivessem na escola a a trabalhar ao som de música em altos berros, a cantar, a dançar com os braços no ar, a fumar...muito insólito mesmo!Depois é tudo artesanal, os charutos, as caixas onde estes são colocados, o papel, os selos de garantia...foi mesmo gito ter lá ido.Quando est´vamos á espera para entrar, estavamos a ouvir musica em altos berros "The final countdown" dos Europe, mas pensávamos que fosse ali ao lado...foi mesmo giro quando subimos!pena que não se possa tirar fotos ou filmar...afinal as pessoas estão ali a trabalhar...E depois há um púlpito onde todos os dias uma pessoa lê as notícias de manhã e á tarde lê um excerto de uma obra literária...é mesmo interessante, mas só vendo... A parte mais moderna de Havana é velha(como tudo), mas tem uns edifícios bonitos que vale a pena ver.Ah!E os carros antigos são aos montes...aos montes...tal como nos filmes...e também vimos muitas velhotas de 200 anos a fumar o seu charuto e montes de cartomantes pelos cantos, com lindos vestidos brancos...bem giro!E claro que fomos dexar a nossa assinatura á Bodeguita Del Medio...é de praxe, eh eh eh.
E pronto, foram estas as férias imprevistas e misteriosas...até para nós...vantagens:sol fora de tempo, bronze nas fotos de natal, escapadinha do stress natalício, hotel a meio gás em termos de ocupação, férias mais baratas...

5.12.05

Férias...ai ai ai

Andamos (eu e o meu marido), numa fona para arranjar uma last minute para umas féritas na próxima semana (ou ainda esta se contarmos com o feriado/ponte)...de um momento para o outro as minhas feritas composta por uma catrafada de dias, passaram a uma mísera semanita...Por isso, e porque a expectativa de uns dias livres antes de Julho, ou uns dias livres juntos antes do outono do próximo ano, é uma miragem, andamos desde quarta feira passada a vasculhar tudo o que é site na net á procura de uma pechincha solarenga.O mesmo é dizer a procurar uma agulha de dois milímetros de comprimento, não num palheiro mas no oceano atlântico inteiro e parte do pacífico, eh eh eh...
Ora bem, as pechichas solarengas que me permitam voltar de viagem a tempo de entrar ás 9 da manhã de dia 19, resumem-se a Egipto e Cabo Verde.O problema é que já todo o Portugal, á nossa excepção, descobriu este facto e reservou tudo...Então vá de telefonar para todas as agências do planeta a ver se se arranja um buraquito num avião/hotel. Arranjar arranjamos...mas depois dos maravilhosos preços em letras garrafais "desde...xis €", junta-se taxas de segurança, de aeroporto, de combustível, visto.....blablabla....E fica mais caro as taxas que o valor da viagem...E a pechincha fika com um preço tão ridiculo que começamos a pensar no amigo do primo do amigo que foi á Polinésia por 15 €...O que é certo é que quando nos calha a nós:
a)Nunca há promoções
b)As que há não calham nos dias que queremos
c)As outras são para hotéis de 1 estrela, com direito a partilhar o quarto com animais rastejantes
d) Quando a promoção é espectacular, gritamos "yes", "yes" e damos uns pulinhos de alegria...e entretanto já outra pessoa reservou.
Vamos lá a ver o que acontece desta vez...
Eu até nem me importava de passar as féritas em casa, refastelada no sofá, a ver todas as séries da Sic Mulher, Sic Comédia, e outras mais que eu nem sei que existem...Aproveitava para ler os 5 kilos de livros e já agora dar um jeito a "sério" á casa...O que me preocupa é esta última parte...que acho que me vai ocupar a semana toda...e me leva a querer sair daqui para onde não tenha que fazer comida, nem passar a ferro nem arrumar nada!
Vamos lá a ver a pechincha que nos sai na rifa...